As capacidades cognitivas da IA vão mudar o mercado. Você vai fazer parte dele?

Tempo de leitura: 7 minutos

Sempre pensamos que uma demissão em massa partirá de uma crise financeira, seja no país ou dentro da empresa. Essa realidade está prestes a mudar.

Nesse artigo não trataremos de desemprego, fique tranquilo. Hoje, te mostraremos como a inteligência artificial pode trazer maior qualidade de vida aos trabalhadores. Usaremos alguns exemplos de empresas que adotaram a AI para elucidar essas informações e te ajudar a entender a importância de estar apta a essa nova tecnologia.

Confira!

Fudoku Life: 30% a menos de seus processos graças a inteligência artificial

A Fukoku Life, empresa japonesa, recentemente implementou a solução Watson Explorer da IBM. Segundo a organização a carga do processo comercial será reduzida em cerca de 30% graças ao novo recurso. No total, 34 empregos ligados ao processamento da segurados se tornarão redundantes.

A solução de AI da IBM, o Watson, será utilizada para ler documentos, categorizar doenças, interpretar arquivos, áudios, vídeos e imagens, incluindo Raios-X. O sistema aumentará a eficiência dos processos em níveis absurdamente elevados, sem citar no potencial de crescimento de analises sem a necessidade de aumentar seus custos.

Mas não entre em pânico, uma perda de 34 empregos ainda não é motivo de exaltações. Mesmo porque as pessoas estão prestes a assumir outros postos de trabalho, afinal quem treinará essas máquinas?

Essa não é uma atividade nada fácil e demandará uma mão de obra extremamente especializada e preparada. Tanto o Watson quanto qualquer outro sistema de Inteligência Artificial precisa de uma base sólida de dados e treinamento para ser capaz de entender os padrões e atingir os objetivos destinados a eles com segurança.

Entenda as capacidades cognitivas da IA no Watson

Pode parecer algo que você veria dento de um filme de ficção científica, mas não é. O sistema de computação cognitiva Watson é capaz de assumir o papel de um operador de suporte de TI.

O novo serviço é chamado de Workplace Support Service e visa integrar a assistência técnica da IBM com as capacidades cognitivas do Watson, aprendendo com o comportamento do usuário e melhorando ao longo do tempo.

Como se conversar diretamente com uma máquina de IA não fosse suficientemente estranho, o Watson irá adaptar suas respostas de acordo com sua percepção do nível de conhecimento de TI do cliente que precisa de informações do suporte.

Por exemplo, se o usuário utiliza jargões do setor de TI, o Watson entenderá que o cliente tem conhecimentos mais aprofundados do assunto. Quando reconhecer “principiantes tecnológicos” ele responderá as perguntas de forma mais simples e informal.

É óbvio que o Watson não saberá responder todas as possíveis perguntas do interlocutor. Quando isso ocorrer ele irá transferir a chamada para uma pessoa que ajudará ao cliente.

No entanto, o mágico dessa solução é que a AI é capaz de aprender praticamente todas as interações e propor novas possibilidades de soluções ao aplicar a aprendizagem de máquina para identificar as respostas ou ações mais assertivas. Em outras palavras, fica progressivamente mais inteligente.

Essa solução pode ser implantada em várias outras indústrias, até mesmo segmentos ligados à saúde e educação. Imagine ter a sua disposição um sistema que analisa milhões de dados e ajuda funcionários a fazer recomendações com base nas necessidades específicas de um determinado cliente.

H & R Block: 74.000 páginas processadas com sucesso absoluto

Com a H & R Block é a primeira vez que o Watson está sendo usado para arquivadores de informações tributárias. A empresa baseada em Kansas City diz que seus clientes se beneficiarão com a solução da IBM. Exemplo disso é que, aproximadamente, 74.000 páginas foram processadas com sucesso absoluto.  Como as leis tributárias sempre estão em mudança, é impossível que os profissionais dessa área absorvam completamente os mínimos detalhes que devem ser observados. Uma máquina bem programada, contudo, é capaz de fazer isso.

É aí que o H & R Block afirma que a Watson pode ajudar. Ele é capaz de analisar milhões de pontos de dados e ajudar os funcionários a fazer recomendações com base nas necessidades específicas de um determinado cliente. Em teoria, isso deve facilitar a identificação de provisões dentro do código do Serviço de Receita Federal que podem diminuir a responsabilidade tributária de um cliente.

“Ao combinar a experiência humana, o conhecimento e o julgamento de nossos profissionais fiscais com o poder de computação cognitivo de ponta da Watson, estamos criando um futuro em que nossos clientes se beneficiarão de uma experiência aprimorada e nossos profissionais na área tributária terão a mais recente tecnologia para ajudá-los a garantir que cada dedução e crédito sejam encontrados”, afirmou o presidente e CEO da H & R Block, Bill Cobb, em um comunicado recente.

O que isso tudo quer dizer?

Estamos tendo o privilégio de observar uma grande mudança no mercado de trabalho, assim como foi visto na revolução industrial quando os computadores pessoais surgiram de forma massiva.

Certamente esse processo de mudança de paradigmas no mercado de trabalho é complexo e nos fará passar por momentos de turbulência, assim como estamos assistindo as manifestações populares contra a lei da terceirização, recentemente aprovada pelo Congresso Nacional.

Mas o maior desafio não está em enfrentar o paradigma, e sim, em ser rápido na resposta. A inteligência artificial veio para ficar e os exemplos citados acima e em diversos outros que já tratamos em outras publicações sobre o tema.

Uma dúvida surge: é possível enfrentar o poder de entrega de resultado da IA?

A resposta é lógica: NÃO!  Mas, podemos trabalhar em conjunto, o que não somente irá minimizar o impacto no mercado de trabalho como também gerar melhores oportunidades com melhores condições.  Por consequência uma melhor qualidade de vida. Lógico que politicas públicas de controle populacional serão bem vindas e irão acrescentar.

Algumas autoridades e especialistas no assunto ousam afirmar que a AI irá trazer maior qualidade na relação de emprego, pois uma única pessoa irá fazer mais com menor tempo, e que os empregadores se sentirão seguros para manter os salários no mesmo nível ou superior, pois não será necessário aumentar o quadro de funcionários na mesma proporção que a produção aumentar.  E também existem diversas vozes no setor contrário.

Surpreendentemente os sindicatos ainda não se manifestaram de forma concreta e com visibilidade a nível nacional, pois estão lutando para convencer os trabalhadores que eles ainda são importantes, num cenário caótico onde se demonstrou nos últimos anos exatamente o contrario.

Humildemente eu ouso acreditar que no futuro muito próximo teremos uma redução de 20% a 25% da demanda de trabalho em alguns setores, em especial back officeCom a chegada dos sistemas i-ERP muitas tarefas repetitivas serão feitas de forma totalmente automatizada e seguindo padrões de mercado.  E penso que isso impactará nos salários de forma positiva, pois os profissionais terão que atuar com outros perfis e muito mais bem pagos.

Por outro lado, as empresas por operarem de forma similar e em padrões de mercado, terão que inovar de forma mais agressiva em seus produtos: desenvolvendo constantemente novas soluções, superando o concorrente que em alguns aspectos terá controles similares; investir no setor de marketing; dentre outros.   Esse aspecto espero que seja um contraposto positivo aos eventuais impactos negativos da AI na sociedade.

Óbvio que estamos aqui somente tratando do aspecto laboral, mas não podemos esquecer os exemplos citados.  A AI tem um poder de processamento inalcançável pelo homem comum, e temos que focar nossa energia de forma positiva em como tirar o melhor proveito disso.

Enfim, tire o “s” da palavra “crise” e crie suas oportunidades com as ferramentas que já estão ao seu alcance no mercado.

Se inscreva na nossa jornada de artigos sobre o tema e receba informações reais para gestores que querem sair na frente e aplicar essa tecnologia dentro do comércio internacional: