Carta de Crédito para Negociações Internacionais: O que é e como funciona

Tempo de leitura: 7 minutos

“A Carta de Crédito é uma das formas de pagamento mais seguras para negociações comerciais internacionais”

As transações de bens e serviços entre empresas de diferentes países, tem crescido cada vez mais. Podemos destacar essa afirmação, pela divulgação da Agência Nacional de Transportes Aquaviário em fevereiro deste ano, que mostrou os números da movimentação dos portos públicos e terminais privados brasileira, que cresceu 2,7%, em 2018 em comparação a 2017, totalizando 1,117 bilhão de toneladas. 

Dado esse constante crescimento de transações de bens e serviços entre diferentes países,  podemos levar em consideração que todos estão sujeitos a normas comerciais. Normas que por sua vez, podem variar de um lugar para o outro, gerando contratempos entre as partes em negociação. No intuito de facilitar o comércio exterior, foram criadas formas de pagamentos específicas para o setor, uma delas é a Carta de Crédito.

Esse forma de pagamento, proporciona mais segurança tanto para quem importa, quanto para quem exporta. A famosa Carta de Crédito, de forma objetiva, é um documento bastante similar aos empréstimos e financiamentos. Mas para que tudo fique mais claro, vamos apresentar o que é uma carta de crédito, quais são suas vantagens, regras, quando ela deve ser pedida e entre outras informações importantes sobre o assunto! 

Siga com a leitura, depois comente se VOCÊ tem alguma dúvida, questão ou sugestão sobre o assunto 🙂

eBook sobre Processos de Importação

 

O que é uma carta de crédito?

A carta de crédito, é um mecanismo utilizado para quem importa a carga garantir a finalização do pagamento, das transações comerciais realizadas com a empresa exportadora que está localizada em outro país.

No documento da Carta de Crédito, estão especificados o valor da transação, os bens ou serviços negociados. Além de Informações das empresas envolvidas, intermediadas e orientadas por bancos escolhidos pelas partes.

“Vale ressaltar que cada empresa em seu país, deve procurar uma instituição financeira que atenda as expectativas necessárias para a negociação.”   

De modo específico, a carta de crédito atua como um compromisso de pagamento, pois garante ao exportador que, ao cumprir os quesitos especificados no documento, receberá o valor acertado com o importador pelos bens ou serviços negociados.

Vantagens da carta de crédito:

As maiores vantagens da carta de crédito são as salvaguardas que ela fornece às empresas envolvidas em negociações internacionais. Justamente por envolver instituições financeiras, que seguem um padrão de processos documentados e orientados conforme as regras e usos uniformes da Câmara Internacional de Comércio (ICC).

“O que é a ICC? Uma instituição privada, que reúne os países dos quatro continentes, com o principal objetivo de facilitar o fluxo de comércio internacional.”

O pagamento dos valores acordados entre o exportador e o importador são condicionados ao cumprimento dos requisitos estabelecidos na carta de crédito, que seguem as atuais normas internacionais UCP600, elaboradas pela Câmara Internacional de Comércio (ICC), que entrou em vigor em 1º de julho de 2007

Quando a Carta de Crédito deve ser pedida?


Caso as transações entre o importador e o exportador não sejam realizadas frequentemente, pode não haver a confiança necessária entre as partes. Desse modo, é indicado utilizar a carta de crédito como meio de pagamento, dado o seu elevado nível de segurança.

Mas mesmo com toda documentação para validar a aprovação da carta de crédito, é importante estar atento a uma outra questão.  O banco só analisa o documento em si e não fiscaliza a mercadoria armazenada, por isso é importante a empresa importadora contratar e vincular uma empresa de inspeção na origem, para fiscalizar a mercadoria. 

Esse processo de inspeção da origem será documentado para o fornecedor e apresentado ao banco para validar a veracidade da carga para o importador. Esse processo contribui para resguardar mais ainda o recebimento da carga com as informações documentadas na carta de crédito.

Quais condições devem ser seguidas?

Para solicitar a abertura da carta de crédito, o importador deve comprovar ao banco emitente que tem capacidade para arcar com as responsabilidades financeiras desse compromisso. Também é recomendado que as empresas em negociação, conheçam bem os termos e condições a serem especificados no documento da carta de crédito. 

De modo a receber os valores combinados, a empresa exportadora deve seguir as instruções indicadas pela empresa importadora. Pois, somente quando os termos e condições especificados na carta de crédito são cumpridos é que o banco emitente libera o pagamento

Todas as condições combinadas devem ser seguidas entre as partes, pois caso algo esteja errado ou diferente na documentação e for reconhecido pelas instituições financeiras, o valor da carta de crédito, para a liquidação do pagamento das transações comerciais, corre o risco de não ser liberado. 

Como funciona o pagamento da carta de crédito?


O pagamento da carta de crédito é realizado pelo banco emitente, aquele contratado pelo importador, por meio do banco avisador, que está localizado no país do exportador. Os valores devidos podem ser depositados à vista ou a prazo.

À vista: O exportador recebe o pagamento de imediato, desde que apresente ao banco avisador os documentos exigidos na carta de crédito. 

A prazo: O exportador recebe um título de crédito denominado letra de câmbio, também conhecida pela sigla “LC” ( letter of credit), que é descontada futuramente.

Na opção de depósito a prazo, funciona da seguinte forma: 

  1. Um investidor realiza um empréstimo à instituição financeira (a empresa responsável pela intermediação entre o banco emitente e o banco avisador), e após um determinado período este investidor recebe uma remuneração da instituição.
  1. Após isso, a instituição empresta esse valor a uma terceira pessoa (no caso da carta de crédito, é emprestado para a empresa importadora pagar a empresa exportadora.)

 

  1. Este crédito emprestado gera algumas taxas e juros, fazendo com que a instituição financeira lucre sobre essa ação.


Como
você pode ver, a carta de crédito, apesar de ser onerosa por obter taxas e juros, significa ter mais segurança  às transações comerciais internacionais, por envolver instituições financeiras, de modo que vale a pena avaliar a sua solicitação. 

Vincular a documentação da Carta de Crédito ao processo de importação de um software, auxilia na gestão das informações, gerando relatórios específicos e necessários para apresentar às instituições financeiras. A Conexos possui software de i-ERP, do Módulo Financeiro Trade Finance, que faz a gerência de variação cambial, financiamento de importação (FINIMP), HEDGE uma estratégia de proteção para os riscos de um investimento, que neutraliza a posição comprada ou vendida para que seu preço não varie e entre outros benefícios.  

Agora que você já sabe o que é uma Carta de Crédito e quando ela deve ser utilizada, que tal entender ainda mais sobre o comércio exterior?

Clique AQUI e aprenda sobre processos do comércio exterior!

Fonte: Agência Nacional de Transportes Aquaviários e Câmara de Comércio Internacional