CFOP: O que é e como funciona

Tempo de leitura: 3 minutos

Antes de fazer qualquer tipo de compra, é comum iniciar pesquisas para saber valores, custo benefício e assim decidir onde adquirir determinada mercadoria. Essa diferenciação de valores encontrada no mercado, muitas vezes é consequência da necessidade das empresas pagarem impostos, que são estabelecidos e cobrados pelo fisco, levando em consideração todos os processos envolvidos para que a mercadoria seja produzida e chegue até o destino da venda.

O que é CFOP? 

Para que essa cobrança do imposto incida de fato sobre a mercadoria, foi estabelecido pelo Governo o CFOP. A sigla representa o código que deve ser indicado pelas empresas na Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) em qualquer transação de entrada ou saída de mercadoria, seja ela dentro ou fora do município, estado e país para que seja definido, a necessidade do recolhimento de impostos. 

O que significa CFOP?
Código Fiscal de Operações e Prestações das entradas e saídas de mercadorias.

Ao longo do confecção de documentação para a transação de mercadorias, o CFOP do produto deve ser obrigatoriamente mencionado em todos os documentos exigidos pelo Governo, como por exemplo documentos fiscal, notas fiscais, livros fiscais, conhecimento de transporte, arquivos magnéticos e etc.

eBook sobre Notas Fiscais de Importação e Exportação

Para facilitar a escolha e o preenchimento da CFOP, a Secretaria da Fazenda (SEFAZ) padronizou uma tabela, onde qualquer pessoa pode ter acesso. Lembrando que o Código Fiscal de Operações e Prestações das entradas e saídas de mercadorias está dividido em duas categorias, ou seja, mercadorias de ENTRADA e SAÍDA. Confira as características:

  • Entradas


    1.000:  Entrada e/ou Aquisições de Serviços do Estado;
    2.000: Entrada e/ou Aquisições de Serviços de outros Estados;
    3.000:  Entrada e/ou Aquisições de Serviços do Exterior.

  • Saídas


    5.000: Saídas ou Prestações de Serviços para o Estado;
    6.000: Saídas ou Prestações de Serviços para outros Estados;
    7.000: Saídas ou Prestações de Serviços para o Exterior.

Clique AQUI e veja a tabela completa! 

É importante frisar que a tabela que padroniza os CFOP’s é a mesma em todo o país, proporcionando maior facilidade e transparência no processo, tornando-o menos burocrático.

Além de definir a necessidade da cobrança de impostos, o CFOP evita que você tenha problemas e complicações com o fisco. Caso o código não for atribuído na documentação necessária, podem ocorrer muitos problemas para o exportador/importador, como por exemplo a retenção da mercadoria, atrasos na entrega entre outras situações. 

Um sistema integrado de gestão, que trabalha com parametrização e automação de informações, pode contribuir bastante para o preenchimento da CFOP. O Conexos Cloud faz atualizações periódicas de mudanças na legislação, para que a inclusão do código nos documentos fiscais sejam feitos da forma correta.