Blog Conexos
Embalagem para Exportação

Tipos de Embalagem para Exportação para Comércio Exterior: 9 dicas!

Embalagem para Exportação
Embalagem para Exportação

Uma Embalagem para Exportação não tem apenas a função de proteger um produto. Se for inovadora, tiver um bom design e uma boa qualidade, ela pode oferecer diversos outros benefícios.

Pensando em um item de supermercado, por exemplo, o cliente tem muitas opções de compra e a única informação que ele tem sobre os produtos é aquela contida nos rótulos.  

Sua decisão, além do preço, pode ser influenciada pelo design da embalagem e pelas informações contidas nela, portanto o fabricante deve encarar a embalagem não apenas como um recipiente ou uma proteção do produto, mas também como uma ferramenta poderosa de marketing

Acompanhe-nos nesse artigo sobre Embalagem para Exportação que vamos compartilhar algumas dicas interessantes!

Embalagem para Exportação: quais são os tipos? 

Embalagem para Exportação
Embalagem para Exportação Imagem por Pixabay

Uma embalagem pode ser descrita como um recipiente (ou um material) utilizado para armazenar um produto e tem o objetivo proteger seu conteúdo, facilitar o consumo e sua distribuição. 

Quando o assunto é Exportaçãoo tema fica mais complexo, pois cada público consumidor, de cada região do mundo, tem suas necessidades e preferências e nem sempre apenas traduzir o rótulo será o suficiente. 

Além disso, é preciso se preocupar com a Embalagem Primária e a Embalagem de Transporte

Emabalagem para Comércio Exterior
Embalagem para Exportação

– Emabalagem de Transporte  

Esta deve ser feita de um material mais resistente para suportar as longas distâncias e manuseios. 

Sua principal função é proteger a Embalagem Primária e o próprio produto, mas também deve conter as informações relevantes para quem realiza a logística e a etapa do Despacho Aduaneiro, tais como: 

  • Descrição do Produto; 
  • Manuseio e Empilhamento da embalagem; 
  • País de origem; 
  • Nº de série. 

– Embalagem Primária (ou Embalagem de Prateleira) 

Embalagem para Exportação
Embalagem para Exportação

Trata-se daquela que envolve o produto e que será responsável por causar a diferença frente aos concorrentes e chamar a atenção do consumidor.  

Diferente da embalagem para transporte, esta tem como principal preocupação os aspectos de venda, marketing e internacionalização.

Embalagem de Exportação: dicas para a embalagem perfeita para o Comércio Exterior

  • ADEQUAÇÃO

É importante encarar a atitude de adequar a Embalagem para Exportação como um investimento para converter suas vendas da forma mais efetiva possível, no país destino. 

Alguns aspectos importantes devem ser observados para esta adequação da Embalagem para Exportação, principalmente relacionados à Embalagem Primária. Hábitos, cultura e costumes da população local (alvo da exportação); 

Em quais canais será realizada a venda no varejo; 

Analisar os concorrentes para identificar os pontos fortes e fracos e as oportunidades e ameaças (lembrou da Análise SWOT? É isso mesmo!); 

Verificar a legislação no país de destino, por vezes isso pode encarecer ou até inviabilizar a Exportação

Além desses aspectos, leve em consideração as dicas a seguir quando for projetar sua Embalagem de Exportação: 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é f-4Olpj8reuXjKPWyDvLNli8nYgORZbdEQv1MPXtzsamsp15TANXJFdU-Hl78ZTz-atW3qrjyp25wUP3bMvY44JH-ULHZnUU8pDp79bZkl7FHKGWJwqMjEHo4QkvqAh-TefOdI0
  • SEGURANÇA 

Sofreu um sinistro por problemas na embalagem e então vai receber a indenização do seguro, certo? Errado! 

É bem provável que não. Uma vez comprovado que a embalagem seja o problema causador da perda ou avaria, o seguro deixa de ter validade e não irá cobrir esta perda.  

Isso acontece porque a embalagem deve, obrigatoriamente, contemplar todos os requisitos necessários para movimentação, armazenagem, transporte, temperatura, clima e demais situações adversas previsíveis.  

Em se tratando de mercadoria considerada perigosa a atenção e exigência são redobradas. 

E essa responsabilidade é sua! 

  • PESO E TAMANHO DO FRETE

Sim, com certeza. Nesse caso otimização é a palavra-chave.  

Seja no transporte marítimo, em contêineres, aéreo ou rodoviário, o ideal é sempre a melhor unitização possível, respeitando o empilhamento das caixas/volumes e peso.  

Quanto mais espaço você precisar, mais caro vai pagar, em qualquer modal. Portanto, uma embalagem de transporte bem aproveitada vai evitar que o frete internacional seja um fator desfavorável, mantendo você, caro exportador, no jogo. 

  • MADEIRA DA EMBALAGEM

Com o objetivo de evitar a disseminação de pragas entre os países (que podem trazer sérios danos à natureza, principalmente pela falta de predadores naturais), o tratamento fitossanitário passou a ser obrigatório em qualquer modalidade no Comércio Exterior

Na Importação, lembre-se dos bem famosos casos em que a carga inteira para e o processo só segue adiante depois da reexportação do palete ou da madeira condenada.  

Na Exportação, sendo você o exportador, é importante estar atento a esses requisitos pois alguns países são mais exigentes quanto ao tratamento das madeiras e ao certificado de fumigação, como a Austrália, por exemplo. 

O MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) é o órgão responsável pelo credenciamento das empresas que realizam o tratamento térmico e emitem o Certificado de Fumigação e a marca IPPC. Sua regulamentação pode ser encontrada através da NIMF nº 15 (Norma Internacional de Medida Fitossanitária).

  • CARACTERÍSTICAS DO PAÍS DE DESTINO

Sem dúvida, conhecer o mercado-alvo e os hábitos dos consumidores locais é fator fundamental para a análise de adequação de uma Embalagem para Exportação.  

Essa pesquisa pode ser feita online através de dados que estão disponíveis em sites de revistas, jornais, redes sociais etc., ou também com a aplicação de uma pesquisa direta, através de formulários do Google, por exemplo. 

Também é importante verificar a relevância de fatores como um produto “orgânico” e/ou “sustentável” no país de destino para a análise de adequação. 

  • FABRICANTE DE EMBALAGENS

É sempre importante consultar seu fabricante atual pois ele já conhece seu produto e com certeza detém a expertise para auxiliar você na adequação da embalagem para torná-la do tipo Exportação.  

Ele poderá te mostrar exemplos e sugerir ideias que sejam aderentes. Existem no mercado, inclusive, empresas especializadas no tema “adequação de Embalagens para a Exportação”. 

Embalagem para Exportação e Internacionalização de Produto

Workers In Warehouse Preparing Goods For Dispatch
Workers In Warehouse Preparing Goods For Dispatch. Fonte: https://blog.gs1br.org/poder-da-embalagem-de-produtos/

A embalagem é uma etapa muito importante do processo de internacionalização de um produto. 

Pois por ela o consumidor poderá optar comprá-lo ou não, influenciado por seu design, sua apresentação e, em se tratando da Embalagem para Transporte, se for de qualidade, bem envolvida, amarrada, pois estará não apenas preservando o bom estado do produto, mas também evitando maiores prejuízos ao fabricante.

Confira aqui informações importantes sobre um dos principais produtos exportados pelo Brasil, um ítem cuja embalagem é de suma importância!

E para manter sua combinilidade também atualizada, confira o guia da Conexos de Notas Fiscais de Imporação e Exportação.

EXPORTAÇÃO
NOTAS FISCAIS – IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO

mariana.preti@conexos.inf.br

Receba grátis o melhor conteúdo de COMEX!

Uma newsletter intuitiva e completa sobre comércio exterior e logística.

Adicionar Comentário