Blog Conexos
exportação de carne bovina

Exportações 2021: Panorama da exportação de Carne Bovina

Em cerca de 40 anos o mercado brasileiro de exportação de carne bovina foi revolucionado. Primeiramente a criação de carne bovina mais que dobrou, passando a ser capaz de abastecer o mercado interno e proporcionar a exportação para outros mercados. As barreiras sanitárias para exportação foram quebradas e a produtividade aumentou.

Isso aconteceu, principalmente, em razão da modernização promovida por avanços tecnológicos dos sistemas e da organização do setor.

Hoje a carne bovina já representa 30% do PIB do agronegócio e 6% do PIB brasileiro, desse modo já nos dá uma noção de sua importância.

Que tal conhecermos melhor sobre a exportação de carne bovina no Brasil e no mundo então?

exportação de carne bovina

Importância da carne bovina para o agronegócio brasileiro

Com a modernização da cadeia pecuária bovina o tamanho do rebanho mais que dobrou, enquanto a área de pastagens ficou estagnada, indicando o aumento da produtividade.

Além disso, houve ganho de peso dos animais, diminuição da mortalidade e aumento das taxas de natalidade.

Essas consequências positivas foram reflexo da adoção de tecnologias por parte dos produtores, principalmente nos setores de alimentação, manejo, saúde e genética.

Como resultado desse processo que se iniciou há décadas hoje, o Brasil é um dos mais importantes produtores e responsável pela exportação de carne bovina para mais de 150 países. Sendo um dos maiores exportadores de carne bovina do mundo.

Exemplo disso foi o ano de 2015 quando o país atingiu um marco histórico

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), naquele ano o país se posicionou com o maior rebanho (209 milhões de cabeças), assim como foi o segundo maior consumidor (38,6 kg por habitante no ano) e segundo maior exportador (1,9 milhões de toneladas).

Durante o ano, foram 39 milhões de cabeças abatidas, em um parque industrial com capacidade para abate de quase 200 mil bovinos por dia e que emprega cerca de 1,6 milhões de pessoas.

Ou seja, essa produção é o suficiente para abastecer 80% do mercado interno e, ainda, se consolidar como um dos mais importantes exportadores.

exportação de carne bovina

Além disso, ainda em 2015 a carne bovina representava 30% de todo o PIB do agronegócio, movimentando mais de R$400 bilhões, um aumento de quase 45% entre 2010 e 2015.

Nesse sentido, isso representava 6% do Produto Interno Bruto de todo o país, além de corresponder a 3% das exportações brasileiras.

Todavia em 2018, a pecuária já correspondia a 8,7% de todo o PIB brasileiro, movimentando R$597.22 bilhões, segundo o portal Agro em Dia.

E, assim como aconteceu nos últimos anos, a tendência é que o setor continue crescendo, com aumento da demanda principalmente por parte dos países asiáticos.

Como exemplo temos China e Hong Kong que juntos, em 2018, adquiriram 43,6% do total da exportação de carne bovina do Brasil.

Importância da carne bovina brasileira na alimentação mundial

Não é só no Brasil que a carne bovina brasileira é relevante…

Primeiramente para refrescar a memória, em 2017 a Operação “Carne Fraca” e a delação dos irmãos Batista, fundadores da JBS, causou uma preocupação no cenário pecuário mundial.

Isso porque, dada a dimensão da exportação de carne bovina, caso o Brasil parasse de comercializar ou, até mesmo, produzir carne bovina, o mundo sofreria um colapso de consumo.

Afinal, a oferta da exportação de carne bovina diminuiria drasticamente, enquanto a demanda não seria alterada, levando a inflações altíssimas. Essa situação deixou claro que, assim como é estratégica para a economia doméstica, a pecuária brasileira possui extrema importância na alimentação mundial.

Dados sobre o mercado nacional e internacional de carne bovina

exportação de carne bovina

Segundo o Comexvis, ao longo do ano de 2020 a exportação de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada, movimentou U$7.4 bilhões, um aumento de 13,8% com relação a 2019.

Ou seja, em quantidade, foram quase 2 milhões de toneladas de exportação de carne bovina, 9,9% a mais que em 2019.

Ainda assim, isso ocasionou uma participação de 3,56% de todas as exportações brasileiras, colocando a carne bovina em 5º lugar no ranking das exportações.

Dentre os países destino, o principal foi a China (54,2%), seguida de Egito (5,3%), Chile (5%) e Itália (2%).

No ano de 2021 a exportação de carne bovina do Brasil vem superando 2020 na comparação mensal.

Segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), no mês de março foram exportadas 159.422 toneladas, 8% a mais que a quantidade exportada em março de 2020.

Assim como nesse mesmo período a receita também subiu, passando de U$636.2 milhões para U$713.5 milhões, um aumento de 12%.

Em abril também houve aumento. Segundo a Abrafrigo, em comparação com o mesmo mês de 2020, as exportações avançaram 12% em uma média de toneladas e faturamento, sendo o segundo melhor desempenho de 2021.

Segundo o portal Notícias Agrícolas, o volume de exportação de carne bovina no mês foi de 133 mil toneladas, 7,92% a mais que as 116 mil toneladas registradas em abril de 2020.

Em receita, o valor negociado foi de U$597.9 milhões, enquanto em 2020 foram U$508.4 milhões.

exportação de carne bovina

Ainda assim, segundo o Comexvis, o saldo dos 5 primeiros meses de 2021 está menor em comparação a 2020.

Entre janeiro e maio deste ano foram apenas 595.4 mil toneladas, uma variação negativa de 4,7% com relação a 2020. Em se tratando de valor, essa quantidade foi comercializada por U$2.7 bilhões, queda de 0,2% em comparação ao período entre janeiro e maio de 2020.

Principais empresas do mercado de carne bovina do agronegócio

A maior empresa de produção de carne bovina no mundo é brasileira, você sabia?

Se trata do grupo JBS-Friboi, fundada em 1953 como Casa de Carnes Mineira começou a atuar efetivamente apenas em 4 de abril de 1955.

Em 2005, a empresa iniciou sua internacionalização, comprando operações da Swift na Argentina, frigorífico norte-americano.

Mais tarde, em 2007, comprou a Swift, passando a participar diretamente dos mercados norte-americano e australiano.

Hoje, mais de uma década depois, a empresa está presente em 22 países e trabalha com a exportação de carne bovina para 150.

Segundo dados da Trase, no Brasil ela é responsável pela exportação anual de mais de 500 mil toneladas de carne bovina.

Junto à JBS, as empresas Minerva e Marfrig completam o Top 3 das exportadoras brasileiras e representaram 60% de toda a exportação de carne bovina de 2016.

exportação de carne bovina

Marfrig passa a ser reconhecida internacionalmente

Sendo uma das três maiores empresas brasileiras exportadoras de carne, a Marfrig, líder global em produção de hambúrgueres, ganhou destaque internacional da Coller FAIRR Protein Producer Index.

A FAIRR é uma iniciativa que analisa a atuação de empresas pecuaristas, tendo como base os Pilares ESG (ambiente, social e governança corporativa).

No ranking lançado em novembro de 2020 e reportado pelo portal O Presente, a Marfrig ficou em no primeiro lugar entre as companhias de seu setor e na quarta colocação no ranking geral.

Mercado de exportação de carne bovina e pressão internacional sobre questões ambientais

Como vocês já puderam perceber, a demanda pela carne bovina tem aumentado ao longo dos últimos anos.

Entretanto, com a pauta ambiental cada vez maior e mais necessária, as cobranças sobre as práticas de criação também vêm aumentando. Um exemplo foi o que aconteceu em setembro de 2020.

Com o aumento dos dados de desmatamento no Brasil, aumentou, também, a pressão para rastreabilidade dos produtos brasileiros, visando uma garantia de que os produtos não fossem oriundos de devastação ambiental.

Na ocasião, diversas ONGs (Organizações Não-Governamentais) ambientalistas tentaram contato com duas grandes redes brasileiras de supermercados, o Carrefour e o Pão de Açúcar.

A principal exigência era saber a origem de todos os produtos oriundos da Amazônia e do Cerrado, incluindo a carne brasileira, que deveria passar por um rastreamento.

exportação de carne bovina

E aí, amigo(a)?

Conseguiu vislumbrar a importância que a carne bovina possui no agronegócio brasileiro?

Também percebeu que, além do aumento da demanda por carne, ouve um aumento da fiscalização mundial preocupada com a proteção do meio ambiente?

São muitas coisas que devem ser colocadas na balança, não é mesmo?

Não saia sem deixar um comentário com suas impressões e/ou sugestões! Vamos continuar essa conversa aqui!

Módulo Exportação

Receba grátis o melhor conteúdo de COMEX!

Uma newsletter intuitiva e completa sobre comércio exterior e logística.

Adicionar Comentário