Você sabe como pode melhorar a gestão do patrimônio empresarial?

Tempo de leitura: 3 minutos

Como em todos os âmbitos de administração, a gestão do patrimônio empresarial deve buscar a eficiência e a produtividade. Para isso, existem padrões contábeis que devem ser atendidos e, até mesmo, uma legislação tributária que rege esse processo.

Essa é uma atividade a qual você, como gestor, deve estar atento. Afinal, é importante evitar problemas que possam resultar em prejuízos significativos.

Neste artigo, saiba mais sobre o que é o patrimônio empresarial e como fazer a sua gestão. Acompanhe!

O que é o patrimônio da empresa?

O patrimônio de uma organização é constituído pelo conjunto de bens, direitos e obrigações que podem ser quantificados e convertidos em valores monetários. Em termos simples, representa todos os objetos que possibilitam a realização das atividades e que mantêm a operação em pleno funcionamento.

Os exemplos mais comuns são as máquinas, os equipamentos e as matérias-primas, que possuem valor quantificável com base no seu preço de aquisição e, posteriormente, têm o seu valor reduzido por causa da depreciação.

Por que a sua gestão é tão importante?

A análise deste tema é considerada essencial, pois requer a aplicação de boas práticas de gerenciamento de bens patrimoniais para obter melhores resultados.

Sob o ponto de vista contábil, uma fábrica, por exemplo, é parte do ativo imobilizado e está sujeito a impostos referentes a propriedade. Porém, quando é considerado sob a ótica da área produtiva, o mesmo prédio passa a integrar parte da riqueza da empresa, da qual depende a realização das suas atividades.

Além disso, economicamente, é um investimento que tem a possibilidade de retorno e aumento da lucratividade.

As múltiplas faces de um mesmo bem ressaltam a importância de realizar comparações e tomar decisões com base em uma ampla gama de informações.

Como aprimorar a gestão do patrimônio empresarial?

Esse é um processo que deve ter diretrizes claras, pois existem artigos que são parte dos elementos patrimoniais — mesmo que de forma menos evidente. Confira algumas delas, a seguir.

Amplie a noção dos bens pertencentes a sua empresa

Embora os bens materiais sejam simples de catalogar e atribuir valor, existem muitos aspectos de uma empresa que são intangíveis, mas que devem ser gerenciados da mesma forma.

Há, por exemplo, a propriedade industrial — como a marca e as patentes de produtos. Por outro lado, há a propriedade intelectual, ou seja, o know-how e os conhecimentos adquiridos pelos profissionais conforme vivenciam o cotidiano do negócio.

Mantenha um inventário atualizado

Se você está pensando na área produtiva, o inventário pode listar todos os insumos e produtos disponíveis para a venda. Contudo, como foi discutido anteriormente, o patrimônio da empresa é bastante amplo e pode ser tangível e intangível.

Para colocar esse processo em prática, é preciso relacionar todos os bens pertencentes a empresa. Desde as suas propriedades até as cadeiras do escritório devem ser catalogadas. Para garantir que todos os itens estão contados, é recomendado atribuir um código de identificação de todos os materiais.

Essa ação também ajuda no rastreamento dos bens, que podem ser:

  • transferidos;
  • emprestados;
  • doados;
  • vendidos;
  • enviados para reparo.

Adote um sistema de gestão

A precisão da gestão patrimonial pode ser melhorada significativamente com a adoção de softwares, desenvolvidos com o intuito de controlar todos os bens e materiais presentes no patrimônio.

Por isso, sua empresa pode adquirir sistemas como o i-ERP e aproveitar as vantagens que podem ser obtidas. Essa ferramenta foi desenvolvida para utilizar a inteligência artificial como base, o que garante a sua capacidade de aprender e desenvolver soluções com o decorrer do tempo.

O gerenciamento do patrimônio empresarial está entre as atividades mais importantes da gestão de um negócio, pois possibilita ter uma real visão do valor da organização e de como os recursos estão distribuídos.

Quer saber mais sobre as vantagens de um sistema de gestão? Então, aproveite para conhecer o Módulo Imobilizado.