O que é a gestão Just In Time e como ela ajudará sua empresa?

Tempo de leitura: 4 minutos

Aumentar a eficiência dos processos é essencial para reduzir custos, corrigir falhas, diminuir os desperdícios, entre outras melhorias que garantem resultados mais satisfatórios. Nesse contexto, existe a gestão Just In Time e todos os benefícios que ela proporciona, apesar dos desafios.

No artigo de hoje, vamos tratar mais desse modelo, explicando o conceito, como pode ser implementado e as vantagens que a empresa pode obter com uma gestão eficaz. Continue acompanhando a leitura e saiba mais sobre o tema!

O que é a gestão Just In Time?

O Just In Time (JIT) é um sistema criado pela Toyota, no Japão, e tem como objetivo proporcionar uma gestão onde se consegue evitar desperdícios, atrasos e reduzir os custos operacionais.

O conceito está ligado à produção, transporte ou aquisição de produtos no momento exato em que eles são necessários. A ideia é disponibilizá-los de forma a evitar o acúmulo de itens no estoque, ao mesmo tempo em que se evitam atrasos na execução dos processos.

Ele pode ser adotado em qualquer empresa que busca reduzir os níveis de estoque, mas a aplicação se dá diretamente na área da logística e outras relacionadas a ela, como o setor de compras.

Como ela é aplicada nas empresas?

Como a ideia é diminuir os níveis de estoque ao longo dos processos, tornar as operações mais enxutas e evitar a superprodução, estabelecem-se alguns objetivos como:

  • mínima movimentação de materiais ao longo das etapas;
  • zero estoque;
  • eliminação de perdas (avarias, defeitos e extravios, por exemplo);
  • menor lead time possível dos processos (eliminando tarefas desnecessárias);
  • zero desperdício.

Quais vantagens ela proporciona?

Primeiramente, é preciso destacar que os objetivos definidos fazem parte dos benefícios que são alcançados com a implementação da gestão Just In Time. Além disso, há outras vantagens que podem ser conquistadas com esse sistema. Confira algumas delas a seguir.

Ganho de eficiência nos processos

Eficiência quer dizer conseguir alcançar o potencial máximo da produtividade com o mínimo de erros e gastos. Com redução de desperdícios, correção de falhas e outras melhorias adotadas nos processos, é seguro afirmar que o JIT garante aumento de eficiência nas atividades.

Aumento da produtividade

Por meio da eliminação de tarefas desnecessárias, a redução da movimentação dos produtos e a diminuição do tempo de preparo para a execução dos processos e melhoria nos métodos de trabalho, o aumento da produtividade — e a melhoria no desempenho das equipes — acaba sendo uma consequência positiva da gestão Just In Time.

Aumento da qualidade dos produtos e serviços

A partir do momento em que diversas melhorias são adotadas nos processos, consegue-se perceber o aumento da qualidade dos produtos e serviços que são oferecidos aos clientes. Com isso, aumenta-se a chance de torná-los mais satisfeitos e conquistar a sua fidelização. 

Redução de custos

Uma implementação adequada e bem-sucedida do sistema JIT leva à redução dos custos operacionais, que vem, em parte, graças a todos os outros benefícios já citados. Em determinados casos, é possível perceber a diminuição dos dispêndios já no curto prazo.

Aumento da lucratividade

Por fim, o aumento da eficiência e da qualidade, aliado à redução de custos, ajuda a garantir margens de lucros maiores. Além disso, esses aspectos também influenciam na forma como a empresa se posiciona no mercado, tornando-a mais competitiva.

Como o investimento em tecnologia pode ajudar?

A implementação de um sistema de gestão integrada — como o i-ERP — proporciona diversos benefícios, como padronização de processos, automatização de tarefas, melhorias na comunicação, aumento da segurança das informações, redução de erros e ganho em produtividade e eficiência.

Nesse sentido, a tecnologia pode ajudar na aplicação do Just In Time à medida que ajuda a eliminar desperdícios, diminui o lead time dos processos e promove a redução de perdas, por exemplo.

A adoção de uma gestão Just In Time é complexa e demorada, visto que requer diversas análises, planejamento e criação de estratégias que visam à adoção de melhorias nos processos. Entretanto, uma vez implementado adequadamente, o sistema proporciona benefícios para a empresa e seus clientes, como podemos ver.

Gostou do post e quer continuar aprendendo mais sobre gestão? Então, curta o nosso perfil nas redes sociais (Facebook, Twitter, LinkedIn e Google+) e não perca as novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *