Blog Conexos
Importação

Importação em 2021: o que é feito na etapa do recebimento da mercadoria?

Chegamos à última etapa da Importação Formal: o recebimento da mercadoria

Até aqui vimos como planejar a sua Importação, como se preparar para o pré-embarque e pós-embarque, como acompanhar o trânsito entre a origem e destino, além da chegada e o despacho aduaneiro, englobando a nacionalização das mercadorias e o recolhimento dos tributos, com o devido desembaraço na sequência do fluxo do processo. 

E hoje é a vez do recebimento da mercadoria.

O tão sonhado momento de receber para começar a faturar, chegou. E é isso que veremos neste artigo!

IMPORTAÇÃO
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay Transporte de Carga

SUMÁRIO

  • O que é a etapa do recebimento da mercadoria da importação? 
  • Recebimento da mercadoria da importação:  Emissão da NF
  • Programação do carregamento na importação
  • Recebimento da mercadoria: Avisar quem vai receber a mercadoria da importação
  • Conferir a mercadoria
  • Recebimento da mercadoria: levantamento final dos custos

O que é a etapa do recebimento da mercadoria da importação? 

Certamente pode-se dizer que é a etapa em que todo o esforço, trabalho e dedicação chega ao seu ápice. 

O recebimento da mercadoria da Importação Formal passa necessariamente pela emissão da nota fiscal, a programação de carregamento junto ao porto (ou terminal alfandegado), contratação da transportadora, além da conferência da mercadoria e a preparação para recebê-la em seu armazém. 

Mercadoria Imagem de Hessel Visser por Pixabay

Sua equipe precisa estar bem alinhada com todos os prestadores de serviço, para que nenhuma fase desta importante etapa saia fora do combinado. Qualquer erro aqui pode ser muito oneroso e prejudicial ao processo e, consequentemente, à sua empresa. 

Recebimento da mercadoria da importação:  Emissão da NF 

Dizer que a emissão da NF é importante seria redundante da nossa parte. Nesta altura do processo, toda fase faz parte do sucesso do recebimento da mercadoria da importação. 

Na emissão da NF os valores a serem embutidos, em sua grande maioria, são sobre a carga (câmbio e impostos) e o processo, como as despesas aduaneiras: AFRMM, taxas do agente de cargas (menos o frete, que entra como valor aduaneiro), custos portuários, etc. 

Somado a isso tudo teremos o ICMS, que vai variar de acordo com cada unidade da federação (os Estados do Brasil) e a existência ou não de algum benefício fiscal, seja próprio ou através da trading company

Programação do carregamento na importação

Com a DI desembaraçada, requerimento da inspeção de madeira (o famoso MAPA) liberado e a retenção de carga OK, você consegue programar seu carregamento no terminal alfandegado em que sua mercadoria se encontra. 

Com o avanço da tecnologia é muito comum os terminais aceitarem que os documentos sejam enviados ou por e-mail, ou pela área web (sites ou sistemas próprios), o que facilita! 

Em paralelo, o contato com a transportadora deve ser feito para combinar a data e o horário, de acordo com a disponibilidade dele e da grade do porto/terminal. 

Como já mencionado em outros artigos, deve-se ter cuidado também com a demurrage. Como a importação já está bem planejada, isso serve apenas como um aviso para “não rasgar dinheiro” no processo.  

Não que seja de total responsabilidade do importador devolver o contêiner ao armador, vai depender da operação, mas em partes: o importador deve devolver à transportadora, que por sua vez entrega ao armador e envia o recibo de entrega às partes interessadas. 

Recebimento da mercadoria: Avisar quem vai receber a mercadoria da importação

Importação
Importação Imagem de Pashminu Mansukhani por Pixabay

Com o carregamento programado, o armazém que receberá a carga (seja ele próprio ou de terceiros) precisa ser avisado com antecedência. Isso porque é necessário planejar esse recebimento. 

Mas por quê? Ora, se a carga que está para chegar precisa ser armazenada e estocada de determinada maneira, de forma ágil e segura, é necessário um planejamento (que deve ocorrer de forma sucinta muito antes do embarque). Não dá para recebê-la de qualquer maneira, pois você, ou o prestador de serviço, poderá sair prejudicado, seja por possíveis avarias, seja pela falta de espaço. 

Pode ser também que ela necessite de um guindaste mais robusto, uma empilhadeira especial ou que uma área seja adequada a ela, por ser carga perigosa, por exemplo. 

Portanto, quando a mercadoria estiver para sair do terminal/porto, contate seu armazém para se preparar para o recebimento da carga, a fim de evitar falhas no procedimento de descarga do caminhão ou contêiner. 

Conferir a mercadoria

E para garantir que a mercadoria importada e nacionalizada está em boa ordem, nada melhor do que fazer a conferência física dela. 

Verificar as quantidades, as embalagens, se nada foi avariado no trânsito entre origem e destino, além de fazer um pente fino na carga, são alguns dos motivos que levam o importador a fazer a conferência do material. E é importante fazê-lo até para que, caso haja alguma divergência ou ocorrência inesperada, isso seja visto em tempo hábil de contatar os envolvidos (exportador, seguradora, transportadora, quem quer que seja)… 

Importação
Mercadoria Imagem de Pexels por Pixabay

Então, trocando em miúdos, sempre faça a conferência da mercadoria, mesmo que você confie em seus fornecedores. No Comércio Exterior tudo é possível e a atenção a cada detalhe realmente faz a diferença. 

Recebimento da mercadoria: levantamento final dos custos

Chegamos ao frigir dos ovos! Depois de todas as etapas concluídas, chegou o momento de levantar as despesas, tanto aquelas que foram previstas quanto as penetras, que deram o ar da graça sem serem convidadas. 

É a hora de verificar se o processo foi rentável ou não e apurar erros e acertos com a finalidade de estudá-los para, então, melhorar no próximo embarque.  

Importação
ImportaçãoImagem de Alfred Derks por Pixabay

Você pode fazer isso através de indicadores internos e externos (dos seus prestadores de serviço e fornecedores), para acompanhar tanto o tempo dos procedimentos, quanto os valores desembolsados na operação. 

Fechado o processo, arquive-o por cinco anos, use-o para futuras consultas e parabéns! Você completou a sua Importação Formal. 

Importação: hora de vender ou consumir a mercadoria!

IMPORTAÇÃO
IMPORTAÇÃO

Com o fim da etapa de recebimento, entre emitir a NF e receber a carga no seu armazém, agora é hora de vender a mercadoria ou consumi-la (se for ativo imobilizado ou indústria). 

Com este artigo, termina a nossa série sobre a Importação Formal.

Esperamos que nossas dicas tenham sido proveitosas e que você, de fato, possa usá-las para o benefício de sua operação e de sua empresa. 

Caso tenha perdido as etapas anteriores, basta acessar os links abaixo: 

Planejamento

Pré-Embarque

Pós-Embarque

Despacho Aduaneiro

IMPORTAÇÃO
IMPORTAÇÃO

Receba grátis o melhor conteúdo de COMEX!

Uma newsletter intuitiva e completa sobre comércio exterior e logística.

Adicionar Comentário