Logística door-to-door: entenda as vantagens e se vale a pena

Tempo de leitura: 5 minutos

Importar ou exportar um produto do/para o exterior de forma objetiva e prática é um desejo comum à todos que costumam realizar esses tipos de operações. Porém todos os processos e documentos tornam essas operações mais burocráticas.  E é nesse ponto que entra a logística door-to-door.

A logística door-to-door tem como objetivo atender essa demanda da melhor forma possível. Minimizando as preocupações do importador ou exportador, de forma que diminua as interações dele com o processo, e este só precise se preocupar em garantir que a mercadoria foi enviada e aguardar sua chegada.

Nesse artigo vamos explicar do que se trata esse tipo de logística, a maneira que ela ocorre dentro do Brasil. Além de quais casos é importante procurar este tipo de serviço.

O que é essa operação?

Dentro da logística door-to-door está incluído todo o processo de trânsito da mercadoria até chegar no destino, que vai desde vai desde a contratação do frete e seguro, transporte internacional,  desembaraço aduaneiro, e por fim transporte e entrega da mercadoria ao destinatário final.

Door-to-door, se traduzido de foma literal, significa “de porta a porta”. Levando para o aspecto logístico, esse significado pode ser relacionado ao produto que sai da porta do destinatário até a porta do remetente.

Porém não é literalmente assim que acontece. Pelo menos não se tratando de trâmites brasileiros que afirmam fazer uso deste tipo de logística.

Como a logística door-to-door é efetuada no Brasil?

Devido às burocracias presentes no Brasil, torna-se impossível realizar este tipo de operação exatamente desta forma que ele propõe. Isso se dá pela ideia que o termo passa de um produto que será enviado diretamente ao cliente, sem mais intervenções e processos.

No Brasil, inevitavelmente o processo passará na mão de mais de uma empresa durante o processo de importação ou exportação, principalmente em importações de alto volume e alto valor de mercadoria.

Ou seja, isso não inclui certos casos de mercadorias onde o transporte poderá ser feito por empresas transportadoras, como Correios, Fedex, DHL por exemplo, em que o produto poderá chegar até o destino em um tempo bem curto.

É o caso de carga com o valor abaixo de $3000 (3 mil Dólares) – (Neste casos pode ser feita a D.S.I, declaração simplificada de importação), além de mercadoria que não precisa de LI, ou não possua certificação da Anvisa, Anatel, Inmetro, por exemplo.

Pois nesses casos os números de obrigações é mais reduzido, o que simplifica os processos e pode reduzir os prazos.

Porém, tratando de grandes exportações ou importações, o que acontece em território nacional, que é comumente classificado como “logística door-to-door” no país, é a contratação de terceiros que assumem a responsabilidade do processo minimizando as preocupações do contratante, seja ele importador ou exportador.

O que é diferente do processo ser feito apenas entre comprador e fornecedor do produto.

Sendo assim, a empresa responsável por realizar a operação passa a observar o processo e cuidar “de perto” da mercadoria, até que o objetivo final seja concluído, que é, obviamente: a mercadoria sendo entregue ao seu destino final dentro de um prazo previsto e sem nenhum tipo de problema.

Chegando aqui a mercadoria vai receber a presença de carga, que é oficialização que a mercadoria chegou no Brasil, e assim passar pelo desembaraço aduaneiro.

E vale destacar que nem sempre este último processo é feito pela empresa que cuidou do processo até o momento, ele pode ser feito pelo próprio importador, ou por outra empresa. Se isto ocorrer, este processo definitivamente está distante do significado mais pleno do termo que estamos tratando “de porta à porta”.

Quando vale a pena utilizar esse tipo de serviço?

As vantagens do uso deste tipo de logística ronda a terceirização das obrigações, em que o cliente precisa se preocupar bem menos com o processos, além de poder conseguir custos mais reduzidos.

Essa vantagem é efetuada pois todos os serviços acabam sendo incluídos dentro de um “pacote” e eles são geridos por empresas que já lidam com o mercado, conhecem fornecedores e podem fazer negociações mais vantajosas.

A logística door-to-door é comum e bem importante em casos de mercadorias que precisam de cuidados especiais, que precisam ser acompanhadas de perto para evitar possíveis problemas. É o caso de mercadorias que precisam, por exemplo, de:

  • Um tipo de contêiner específico, como os refrigerados;
  • Cuidados especiais no transporte devido a sensibilidade do material;
  • Controle de temperatura;
  • Ou quando possui um alto valor agregado, como medicamentos e automóveis.

Agora que você já conheceu um pouco mais da logística door-to-door, conheça um pouco mais da logística reversa e seus benefícios! Não se esqueça de deixar nos comentários as suas dúvidas.