Blog Conexos
plano de exportação

Plano de exportação: aprenda como montar um neste artigo!

Um plano de exportação é uma espécie de documento no qual devem constar todos os aspectos logísticos, estratégicos e legais de uma empresa que pretende trabalhar com atividades de comércio exterior.

Assim como em qualquer planejamento de negócios, é fundamental que os gestores analisem a capacidade do empreendimento em lidar com a nova demanda, conheçam as exigências legais e tributos envolvidos na operação e, acima de tudo, consigam se situar no mercado internacional.

Portanto, preparamos este conteúdo para que você aprenda a montar o seu próprio plano de exportação. Quer saber mais sobre o assunto? Então não deixe de conferir o artigo!

Cuide dos processos preparativos do plano de exportação

O primeiro passo antes de começar a exportar é se certificar de que a empresa atenda a alguns requisitos básicos.

Dito isso, é necessário estudar sobre os hábitos e aspectos culturais do país em que se pretende exportar para melhorar a comunicação com seus futuros clientes. Sendo assim, dominar o idioma local ou, pelo menos, o inglês é praticamente uma regra.

Além disso, é preciso obter todos os certificados e selos de qualidade dos órgãos regulamentadores para os produtos que você comercializará. Por exemplo, algumas regiões da Europa valorizam o alto nível de excelência, o que significa que suas mercadorias só entrarão no país se cumprirem com todas as exigências legais.

Outro fator importante a ser considerado é garantir algum diferencial competitivo ao seu produto, já que ele concorrerá com marcas locais do país em questão. Lembrando que preços baixos nem sempre são o suficiente.

Por fim, mas não menos importante, é imprescindível se inscrever no Registro de Exportadores e Importadores (REI). O procedimento é realizado automaticamente em sua primeira atividade comercial de exportação em um ponto integrado ao SISCOMEX.

Desenvolva uma boa logística

O setor logístico de uma empresa é um dos departamentos que mais gera impacto nas operações de comércio exterior e, sem dúvida, o centro do plano de exportação. Por isso, é preciso considerar alguns aspectos como:

  • modalidade de transporte — para que os produtos sejam enviados ao país destino é preciso escolher a melhor maneira de transportá-los, seja por via marítima, aérea ou por via terrestre. Cada uma dessas opções implicará em uma série de processos como regulamentações, custos, prazos e exigências específicas;
  • entrega das mercadorias — é preciso estabelecer a forma como a empresa entregará os produtos em solo internacional: terceirizando uma empresa local para enviá-los até os clientes ou abrindo um escritório para receber e reencaminhar os itens;
  • escolha das embalagens — com certeza um dos aspectos que mais impacta nos custos em atividades de comércio exterior. Portanto, é necessário escolher as embalagens mais adequadas, já que os produtos percorrerão um longo trajeto e precisarão ter sua integridade e segurança garantidas.

Conheça todos os tributos e regulamentações

Um plano de exportação deve considerar não apenas o conhecimento sobre as normas fiscais do Brasil, mas também os tributos, taxas e regulamentações do país com o qual a empresa pretende fazer negócio.

Além disso, é importante buscar informações e saber se existem acordos comerciais entre o Brasil e o país que você deseja exportar, pois isso impactará significativamente na redução de custos por meio de isenções tributárias, benefícios fiscais, entre outras vantagens.

Para concluirmos, lembre-se de que a regulamentação do país também precisa ser observada, principalmente no que diz respeito aos níveis de qualidade aceitos e normas técnicas das mercadorias. No caso de exportação de carnes, por exemplo, existem países que suspendem os negócios ao menor sinal de descumprimento de qualquer padrão exigido.

Como você pôde conferir neste conteúdo, um plano de exportação é basicamente um documento que tem a finalidade de mapear todos os processos envolvidos em atividades de comércio exterior desde as primeiras etapas até a concretização das vendas e entrega dos produtos.

Você ainda tem alguma dúvida sobre como montar um plano de exportação? Tem alguma experiência sobre o assunto que deseja compartilhar com a gente? Então aproveite para deixar o seu comentário!

Receba grátis o melhor conteúdo de COMEX!

Uma newsletter intuitiva e completa sobre comércio exterior e logística.

Adicionar Comentário